CAIXINHA DE CULTURA - A não perder...

Arte e Cultura? Não hesites! Entra já em...CASTINGSTARS - Comunidade de Artistas Portugueses http://www.castingstars.ning.com

COFFEEPASTE - se és artista e procuras trabalho...
http://coffeepaste.blogspot.com/

PORTAL CRONÓPIOS - onde escritores e artistas se expressam no seu todo. Leia, veja os vídeos, oiça entrevistas em
http://www.cronopios.com.br

domingo, 12 de agosto de 2012

Poesia HAIKU - conhece?

 

Poucas palavras que tanto dizem! Tanta beleza em tão pouco dizer! Eis a poesia Haiku...


A poesia Haiku surge no Japão entre os séculos IX e XII, porém, foi o samurai e poeta Bashô Matsuo (1644-1694), Tóquio, Japão, o grande impulsionador deste género poético minimalista, sendo marca indelével a exaltação do ser humano, indissociável da natureza e da sua nobre expressão estética.
Denominada por Haicai, em língua portuguesa, tem-se difundido no Ocidente, tendo sido adotada nomeadamente por autores portugueses e brasileiros.
O Haiku tradicional obedece à uma estrutura de 17 sílabas (5, 7, e 5), dispostas em 3 versos, sem rima.

De BASHÔ MATSUO:
"Furu ike ya
kawasu tobi komu
mizu no oto"
Tradução:
O velho tanque-
uma rã que mergulha,
barulho de água.»

Alguns Haicaistas de hoje:
Albano Dias Martins (1930) – Fundão, Portugal – poeta
“Um pássaro
no ninho: uma gaiola
perfeita”
in “Com as Flores do Salgueiro: Homenagem a Bashô”, Edições Universidade Fernando Pessoa, 1995, Porto.

Alice Ruiz (1946) – Curitiba, Brasil – poeta e compositora
“Sou uma mulher polida
vivendo uma vida
lascada”

Jane Reichhold (1937) Ohio, USA
“No espelho-
suas rugas não mudam
a superfície lisa”

Kala Rameshe (1964) - Pune, Índia – poeta e compositora de música clássica Indiana
“Silenciosamente
recebo as boas-vindas-
mangueira em flor”

Maria Dhramamor

fonte:
pt.wikipedia.org/wiki/Haikai
www.museindia.com/featurecontent.asp
www.recanto das letras.com.br/teorialiteraria

2 comentários:

Angela Ottoni Delgado disse...

Os Haicais do Helcio são muito melhores que esses daí!
Beijos.

Ireneu Vicente disse...

Espero que continues aqui o teu blogue, ou recomeces noutro!

Deixo-te muitos beijos e um conjunto de haikus com referências às 4 estações (Viva Vivaldi!) :]

Semente primeva
Da geada abrigada
Vingará subtil

Pela estrela
Acordará embevecida
Em flor diva

Do frio ao estio
Acolherá no coração
Sábia sedução

O quente fruto
Definir-se-á na viagem longa
Ou em curta vertigem